'UA-25752038-1']

**

**

Vitrine Virtual

*

*

segunda-feira, 28 de junho de 2010

O 1º selinho a gente nunca esquece!


Ganhei esta doçura da amiga e conterranea Regina, do lindo blog http://reginadecoupage.blogspot.com/
Muito obrigada pelo carinho Regina!!!

Aproveito e compartilho com todas as amigas que me visitam!!

;D

sábado, 26 de junho de 2010

Pão de Queijo de Viena


400g de batata cozida e espremida
500g de queijo meia-cura moído
450g de polvilho doce
2 ovos
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
75ml de óleo
75ml de leite quente
Queijo parmesão ralado para polvilhar

Modo de preparo:

Em uma tigela, junte o ovo, o fermento, o sal e o óleo, misture bem com o auxílio de um fouet e reserve.
Em outra tigela, junte o polvilho, o queijo e a batata e misture com as mãos até obter uma farofa homogênea. Faça um cova no centro e despeje ali a mistura de ovos. Ainda com as mãos, incorpore os ingredientes. Vá adicionando o leite aos poucos e trabalhando a massa com as mãos até que ela fique lisa e consistente o suficiente para bolear com as mãos.
Faça bolinhas com as mãos untadas de óleo. Disponha em uma assadeira guardando alguma distância entre elas para que os pãezinhos não grudem. Polvilhe com o parmesão e leve a assar em forno preaquecido a 180ºC até que fiquem douradinhos cerca de 20 minutos).
*Fonte: http://nocalordofogao.blogspot.com/2008/12/po-de-queijo-do-viena.html

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Broinhas de fubá com amendoim!


500 gramas de fubá
500 gramas de farinha de trigo
2 xícaras de chá de açúcar cristal
2 colheres de sopa de fermento em pó
2 ovos
1 pitada de sal
2 colheres de sopa de manteiga
1 e 1/2 xícara de leite
100 gramas de amendoim inteiro, torrado e sem pele
100 gramas de amendoim torrado, sem pele e triturado

Em uma vasilha, misturar os ingredientes, exceto os amendoins, sendo que por último vão o leite, a farinha e o fubá. Mexer bem, até obter massa homogênea. Acrescentar o amendoim inteiro e o triturado, amassar mais e fazer pequenos bolinhos com as mãos. Pôr as broinhas no tabuleiro e levar para assar por 15 minutos em forno quente. Rende três tabuleiros.

*Fonte: http://sites.uai.com.br/guiagastronomia/saojoao_broinha.htm

Linguiça ao vinho


Escolha uma lingüiça de boa qualidade.
Coloque em um tabuleiro e leve ao forno pré-aquecido.
Espete, para que o vinho entranhe.
Regar, aos poucos, com o vinho.
Deixe no forno até que a lingüiça fique dourada, ao ponto.
Servir com arroz branco e salada de rucula ou como complemento para aperitivos.

Receita fornecida por Edna Fernandes de Amorim, a Bete, de Paraopeba-MG.
*Fonte: http://sites.uai.com.br/guiagastronomia/paraopeba_linguicaaovinho.htm

Bolo de chocolate com cenoura


1 pacote de bolo de chocolate pronto
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
1/2 copo de água mineral
3 cenouras médias cruas
3 ovos
2 colheres (sopa) de açúcar

Modo de preparo:
Colocar numa vasilha o bolo pronto e a manteiga. Bater no liquidificador ½ copo de água, as cenouras e os ovos. Acrescentar à massa as cenouras batidas com os ovos e 2 colheres (sopa) de açúcar. Reserve.

Cobertura:
180g de chocolate meio amargo
2 latas de creme de leite
4 colheres (sopa) cheias de achocolatado em pó
1 colher (sopa) cheia de açúcar
1 colher (café) de manteiga
1/2 copo de água mineral

Modo de preparo:
Levar ao fogo em uma panela o chocolate meio amargo picado, o creme de leite, o achocolatado, 1 colher (sopa) cheia de açúcar e 1 colher (café) de manteiga e 1/2 copo de água mineral, até obter uma cobertura homogenea.

Finalização:
Dividir essa cobertura (metade) ainda quente e adicioná-la à massa reservada (antes de colocar na forma previamente untada) e o restante cobrir o bolo depois de assado em forno pré-aquecido a 180ºC por 1 hora e 10 minutos.

*Fonte: Esta receita já foi ensinada 2 vezes no Receita Minuto do Chef Daniel Bork na Band, é o Bolo da Chef Banqueteira Tatá Cury.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Bolo Toalha Felpuda!


5 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara (chá) de suco de laranja
1 lata de leite condensado
1 vidro pequeno de leite de côco
150 grs de côco ralado

Na batedeira, coloque as gemas, o açúcar e bata até obter um creme. Sem parar de bater, alterne a farinha e o suco de laranja. Por último, coloque o fermento e as claras batidas em neve. Forma untada e enfarinhada. Forno médio pré-aquecido por 30 minutos.
Para a cobertura misture o leite de côco, o leite condensado e o côco ralado. E distribua no bolo morno (quase frio).
*Se quiser, embrulhe pedaços individualmente, no papel alumínio e conserve na geladeira.
*Fonte: http://www.pratoaporter.com/2007/09/bolo-toalha-felpuda/

terça-feira, 15 de junho de 2010

Escondidinho de Carne Moida!


Receita sugerida pela Cozinha Experimental Nestlè

Ingredientes

300 g de carne moída
1 colher de sopa de óleo
1 cebola picada
250 g de abóbora em cubos
1 caldo de carne
6 colheres de sopa de purê de tomate
1 colher de sopa de salsa picada
300 g de mandioca descascada
1 caixa de creme de leite
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de queijo parmesão ralado

Preparo
Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a carne moída até dourar. Junte a cebola, a abóbora, o purê de tomate, meia xícara (chá) de água e Caldo em Pó MAGGI. Cozinhe em fogo baixo por cerca de 15 minutos, ou até secar a água.

Coloque a carne em um refratário (22 x 35cm), polvilhe a salsa e reserve. Em uma panela, cozinhe a mandioca em água fervente. Escorra a água e passe por um espremedor de batatas. Misture com o creme de leite e o sal. Coloque sobre a carne e polvilhe o queijo ralado.

Leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 15 minutos ou até dourar.
*Fonte: http://www.suareceita.com.br/receitas/2490-escondidinho-de-carne-moida

Creme de Queijo!


Receita do restaurante Josephine Bistrô para os dias frios

Ingredientes

200 g de Cream cheese
2 colheres de sopa de manteiga
1 xícara de chá de farinha
1 lata de creme de leite
50 g de parmesão ralado
Sal e pimenta do reino a gosto

Preparo
Misturar todos os ingredientes numa panela e levar ao fogo baixo. Depois de cozidos, retirar do fogo. Bater tudo no liquidificador. Servir quente.

Dica do Chef: Tomar cuidado para não deixar o creme de leite ferver.
*Fonte: http://www.suareceita.com.br/receitas/2621-creme-de-queijo-simples

sábado, 12 de junho de 2010

Frango sentado!


1 frango inteiro
4 batatas grandes inteiras e com cascas
1 garrafa de cerveja de 330 ml
1 colher (café) de farinha de trigo
sal, pimenta-do-reino, salsinha, alecrim fresco,sal e azeite.

Polvilhar o frango com sal e pimenta e deixar 10 ou 15 minutos. Abrir a garrafa de cerveja e derramar um pouquinho, colocar dentro da garrafa o alecrim. Enfiar a garrafa por baixo do frango (ou seja: por trás...) e deve aparecer pelo pescoço.
Colocar o frango sentado numa assadeira e rodear com as batatas Regar com um fio de azeite e assar em forno 180ºC durante 60 minutos (deve ficar bem dourado)
Quando passar 25 minutos, espetar com um garfo e retirar as batatas se estiverem macias. Cortar pela metade e reservar sem descascar.
Colocar o frango num prato, rodear com as batatas, enfeitar com tomates cereja e ramos de salsinha na garrafa.
O caldo que ficou na assadeira, colocar numa frigideira e juntar a farinha, mexendo sempre até engrossar. Regar o frango.
O frango vai á mesa sentado, para servir retira-se a garrafa com cuidado e corta-se a gosto.
NOTA: Com o calor do forno, a cerveja vai saindo e molhando o frango.
*Fonte: http://www.activeboard.com/forum.spark?aBID=29790&p=3&topicID=12900262

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Risoto de bacalhau, azeitonas e brocolis!


2 colheres (sopa) de azeite
3 g de alho batido
100g de bacalhau dessalgado.
20 g de azeitonas pretas
30 ml de molho pelatti
240 g de arroz arbóreo pré-cozido
30 g de brócolis cozido
180 ml de caldo de peixe
30 g de queijo parmesão
30 g de manteiga

Modo de preparo:
Refogue o alho no azeite. Adicione o bacalhau, regue com o vinho branco e refogue por mais um pouco.
Acrescente as azeitonas, o arroz arbóreo e o molho pelatti.
Adicione o caldo de peixe, junte os brócolis e o parmesão.
Finalize a manteiga fora do fogo.
Rendimento: 2 porções.
*Fonte: http://www.realizanews.com.br/verNoticia.php?id=5832

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Maionese de Forno


500g de pure de batata
2 xícaras (chá) de frango desfiado
1 copo de requeijão grande
tempero verde
sal a gosto
1 xícara (chá) de cenouras cozidas e picadas
1 lata de ervilha

Cobertura:

3 gemas (claras em neve)
3 colheres (sopa) cheias de maionese

Modo de preparo

Misture tudo e despeje numa forma refratária.
Fazer a cobertura da seguinte forma:
Bater as claras em neve com uma pitada de sal, juntar as gemas e a maionese.
Cobrir a massa e levar ao forno para gratinar.

*Fonte: http://www.yoki.com.br/receitas_8.asp?ac=receita&marca=&rec=145

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Croquete de Milho Sweet


1 cebola pequena picada
2 colheres de sopa de margarina
2 tomates maduros sem pele picados
2 ovos
200 g de milho degranado
2 xícaras de farinha de trigo
150 g de mussarela em cubos ( ou provolone)
Sal a gosto
+ ovos p/ empanar os croquetes
1 xícara de farinha de rosca
Óleo para fritura

Modo de Fazer

Refogue a cebola na margarina, os tomates picados e o sal.
Bata no liquidificador 2 ovos, o milho e a farinha de trigo.
Junte esta mistura ao refogado e deixe cozinhar mexendo até soltar do fundo da panela.
Deixe esfriar e faça os croquetes recheando com queijo. Passe no ovo e na farinha de trigo e frite em óleo quente.
*Fonte: Receita de Angela Rappa, da Sapori
http://www.correiogourmand.com.br/receitas_sal_103.htm
Sirva em seguida.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Brownie de caneca


8 amêndoas picadas
4 colheres de sopa de farinha de trigo
3 colheres de açúcar
2 colheres de sopa de chocolate em pó
2 colheres de sopa de óleo
2 colheres de sopa de água

Misture tudo numa caneca e leve pro micro por 1min20seg.
Pode colocar em caneca pequena, pq não cresce como o bolo de caneca, por não ir fermento.
Na foto, em xícara de café, rendeu 2 xícaras.

*Fonte: Receita postada por Carol Emboava, na comunidade CULINARIA RECEITAS, do orkut
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=72472&tid=5367894914746718681

segunda-feira, 7 de junho de 2010

♥Dia dos Namorados♥


Comemore com Neruda e morangos, a fruta da sedução!

Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio
ou flecha de cravos que propagam o fogo:
te amo como se amam certas coisas obscuras,
secretamente, entre a sombra e a alma.

Te amo como a planta que não floresce e leva
dentro de si, oculta, a luz daquelas flores,
e graças a teu amor vive escuro em meu corpo
o apertado aroma que ascendeu da terra.

Te amo sem saber como, nem quando, nem onde,
te amo diretamente sem problemas nem orgulho:
assim te amo porque não sei te amar de outra maneira,

senão assim deste modo em que não sou nem és,
tão perto que tua mão sobre meu peito é minha,
tão perto que se fecham teus olhos com meu sonho.
PabloNeruda

DRINQUE DE MORANGO
4 dúzias de morangos
1 garrafa de champanhe
1 cálice de licor de cassis
1 xícara de club soda
Bata tudo no liqüidificador.
Deixe gelar muito bem e sirva com um morango e chocolate ralado, no canudo.

*Fonte: http://www.boacomida.com.br/namorados.html

Vinho Quente!


Em homenagem ao Dia Nacional do Vinho, comemorado em 06 de Junho, uma receita de vinho quente, da Eugenia Lucatto, para aquecer as noites frias de Junho!

Ingredientes

750ml de vinho tinto
375 ml de água
3 ou 4 pedaços e canela (em pau)
1 maçã (espetada com cravos da índia)
1 abacaxi fresco picado

Modo de Preparo:

Misture o vinho e a água (caso queira alterar a quantidade, manter sempre a proporção de 2 partes de vinho para 1 de água) – o segredo do vinho quente é não deixar o vinho queimar.
Coloque a mistura de vinho e água no fogo e acrescente canela, maçã espetada com cravos da índia * e se gostar, anis estrelado (cuidado, deixa o gosto forte e com anis vc tem que ficar de olho no cozimento – tem que deixar pouco senão “só dá ele”), o abacaxi (fresco) picado (não usar em lata que fica com gosto do metal, magias viniferas).
Deixe a mistura ferver por uns 15 ou 20 minutos. No final, coloque um cálice de cointreau ou drambuie e a casca de uma laranja baia (tá na época).
Tampe e desligue o fogo.

Dicas:

Espete 1 cravo para cada convidado.
Se possível, coloque um cravo para cada convidado na maçã. A cada cravo, pense em coisas boas para o convidado que você está pensando.
Se não for possível, faça um pedido genérico para cada um dos cravos que você espetar na maçã.
*Fonte: http://www.coquetelando.com.br/vinho-quente-ii/

domingo, 6 de junho de 2010

Coalhada Seca


• 2 litros de leite integral
• 2 copos de iogurte natural

Modo de Preparo:
Coloque o leite na panela e aqueça mexendo até atingir a temperatura de 85ºC ou levantar fervura. A panela deverá estar sobre uma tela refratária (uma tela metálica que afaste a panela do contato direto com as chamas).

Deixe o leite amornar para a temperatura de 35ºC, outra maneira de certificar da temperatura correta, é colocar o dedo no leite e contar até dez, se a temperatura estiver suportável, estará no ponto correto.

Acrescente os dois copos de iogurte e misture.

Cubra a panela com uma tampa e, por cima, com folhas de jornal ou um cobertor contornando toda a panela.

Deixe a panela coberta de 8 a 12 horas em temperatura ambiente.

Retire o jornal e a tampa da panela. (neste momento você obteve coalhada fresca)

Antes de levar para a geladeira, coloque a quantidade desejada em um filtro de papel ou coador de pano de café e deixe escorrer por um dia na geladeira para obter a coalhada seca.

Um dos deliciosos sanduíches tradicionais do mundo árabe, que fazem parte até da merenda dos alunos nas escolas, é o sanduíche de Coalhada Seca com azeite de oliva extra virgem e azeitona verde ou preta, sem sementes. Experimente até com torradas, não vai se arrepender.

A coalhada seca pode ser congelada por até 45 dias.
Recomenda-se o consumo em até uma semana, na geladeira.
*Fonte: http://www.arabesq.com.br/Principal/Culin%C3%A1ria/Culinariaarabe/tabid/70/articleid/814/Default.aspx

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Costela ao vinho


1 quilo de costela de boi meio magra
1 litro de vinho tinto seco
1 quilo mandioca cozida
100 gramas alho frito
1 cebola grande
Sal a gosto

Tempero:

Colocar a cebola cortada em pedaços médios, o alho, o sal e o vinho em um liquidificador e liquidificar por até 1 minuto.

Costela:
Colocar as costelas em uma travessa e despejar o tempero de maneira a costela ficar toda coberta pelo líquido. Deixar as costelas no tempero por 3 horas no mínimo. Retirar as costelas da travessa e colocar uma a uma na panela de pressão de maneira que os ossos fiquem para baixo. Despejar 3 conchas do molho em que a costela foi temperada na panela de pressão e tampar a panela. Após a panela ter pressão abaixar a intensidade do fogo e cozinhar por até 1 hora.

Mandioca:
Colocar as mandiocas descascadas e lavadas em uma panela. Cozinhar até a mandioca alcançar o ponto desejado. Retirar a mandioca do fogo e reservar.

Costela com a mandioca:
Preaquecer o forno com temperatura média. Em uma travessa quadrada colocar as costelas no canto com o osso virado para baixo e na parte central da travessa colocar as mandiocas cozidas. Despejar duas conchas do tempero de vinho sobre as mandiocas na travessa. Salpicar a travessa com um pouco de alho frito somente para dar gosto. Levar a travessa ao forno e deixar assar até o molho despejado secar. Retirar do forno e servir.

Vatapá da Benê*


700gr bacalhau
150gr cebola em pedaços
2 dentes de alho
300gr tomate sem pele picado
120gr pimentão vermelho picado
¾ de xícara de folhas de coentro
700gr pão de forma sem casca
240ml de água (1 xícara chá)
720ml (3 xícaras) de leite de coco
120ml (½ xícara) de azeite de dendê
1 xícara de camarões secos sem casca e sem cabeça
2 colheres de sopa de gengibre fresco ralado
1 xícara de castanha de caju picada
2 kg de peixe branco sem espinhas (ou filet de pescada)
200gr de amendoim torrado sem casca

Modo de Fazer

Colocar o bacalhau numa tigela, cobrir com água fria e deixar de molho por 36 horas, trocando a água 3 ou 4 vezes (se o tempo estiver quente, deixar a tigela na geladeira). Escorrer o bacalhau e eliminar a pele e as espinhas.
Passar o bacalhau na máquina de moer ou no processador de alimentos junto com a cebola, os dentes de alho, os tomates, os pimentões e as folhas de coentro. Colocar a mistura numa tigela, cobrir com filme plástico e deixar marinar.
Enquanto isso, numa tigela grande, esmigalhar o pão com as mãos. Umedecer com a água e 1 xícara de leite de coco e deixar de molho por, no mínimo, 30 minutos.
Colocar o pão no copo do liquidificador, bater em velocidade alta até triturar bem e passar para uma tigela.
Numa panela grande, colocar o azeite de dendê, levar ao fogo alto, deixar aquecer e juntar a mistura de bacalhau e os camarões secos. Cozinhar por 15/20 minutos, mexendo de vez em quando com uma colher de pau.
Acrescentar o pão e o leite de coco restante e continuar cozinhando, mexendo sempre, até surgirem bolhas na superfície da mistura.
Juntar o gengibre e as castanhas, cozinhar por mais 5 minutos, verificar o tempero e acrescentar sal e pimenta a gosto. Tirar do fogo, misturar o amendoim e servir.
Sirva com arroz branco.

*Chef Benê Ricardo
*Fonte: http://correiogourmand.com.br/receitas_sal_006.htm

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Alho Negro


O alho negro vem conquistanto Chefs e consumidores do mundo inteiro, diferente do alho in natura que tem ardência, o alho negro passa por um processo de fermentação e envelhecimento que o deixa com sabor inusitado, levemente adocicado e com after taste defumado, o que permite uma versatilidade incrível na cozinha, vai bem inclusive no preparo de doces.

Se no circuito gastronomico é recente ( o pioneiro foi Ferran Adrià em 2007), no Japão , Coréia e Tailândia tem longa história e é valorizadomuito rico em oxidantes.

Para produzi-lo, o alho, inteiro e com casca, passa três semanas numa estufa. No início, temperatura e umidade são elevadas. No final, são reduzidas. O que acontece é que durante a fermentação os açúcares e aminoácidos do alho se unem, produzindo uma substância chamada melanoidina, responsável pela coloração escura.

Depois da estufa o alho é mantido sobre uma grade, em temperatura ambiente, por uma semana.

No Brasil, as lojas coreanas no Bom Retiro vendem o alho negro importado em pasta, porém começa a ser produzido aqui no Brasil, mais precisamente em Ibiúna por Marisa Ono.
www.marisaono.com
http://d-licia.blogspot.com

Linguine ao alho negro com camarão crocante, extraída do caderno Paladar do Estadão


320g de linguine
12 camarões-rosa grandes
2 cabeças de alho negro
1 talo de alho-poró
1 ovo
2 xícaras de flocos de coco
½ xícara de salsinha picada
azeite extravirgem
sal e pimenta a gosto

Preparo

Refogue o alho-poró em uma frigideira com um pouco de azeite. Descasque as cabeças de alho e refogue os dentes com o alho-poró. Descasque e limpe os camarões, deixando a cauda. Tempere os camarões com sal e pimenta, passe-os no ovo batido e empane com flocos de coco. Cozinhe o linguine em bastante água com sal, escorra e salteie na frigideira com os outros ingredientes e a salsinha. Ajuste o sal e a pimenta e regue com o azeite. Frite os camarões por cerca de 2 minutos de cada lado em uma frigideira com azeite. Distribua a massa nos pratos e coloque 3 camarões em cada. Sirva imediatamente.

Em tempo…

Não confunda o alho fermentado da espécie sativum apresentado na matéria é diferente do Allium nigrum, também conhecido como alho-negro ou alho-mágico. Apesar de fazerem parte da mesma (e gigante) família do gênero Allium, o nigrum tem flores coloridas, geralmente rosadas, bulbo grande e é comum em Portugal.
*Fonte: http://www.melhordacozinha.com/2009/10/alho-negro.html

terça-feira, 1 de junho de 2010

Pesto de Baru


Modo de fazer

triture as castanhas de baru no liquidificador, usando a função "pulsar"
lave bem as folhas de mangericão, separando dos cabinhos mais grossos, e coloque no liquidificador.
adicione 4 colheres de sopa de azeite e misture tudo, usando a função "pulsar" do aparelho.
coloque junto o queijo ralado, mais azeite e volte a misturar.
Adicione azeite até conseguir que o liquidificador bata o conteúdo sem muita dificuldade, mas sem deixar muito líquido
Adicione sal a gosto
Coloque em um recipiente (pode ser um pote de vidro de geléia reutilizado), e guarde na geladeira.

Observações
O baru é a castanha do Cerrado. Outras castanhas (caju, do Brasil) também podem ser utilizadas, dando resultados diferentes.
O azeite de oliva é importante para o sabor do molho e deve ser de boa qualidade, de preferência extra virgem. Você pode substituir por outro óleo, mas pode perder um pouco de sabor ou, se for um óleo muito aromático, obter um pesto diferente.
Este molho é muito aromático, e não precisa ser aquecido. Uma colher de sobremesa é suficiente para cada prato de massa cozida.
Fica muito bom com pão, em sanduíches.
*Fonte: http://www.slowfoodbrasil.com/content/view/168/86/

Arroz de Poty (Arroz de Coco)



Descasque 1 kg de camarão médio e reserve.

Lave em 5 águas, 500g de arroz, escorra e ponha a cozinhar em água abundante e sem sal até amolecer. Retire, escorra e volte para uma panela grande e funda. Acrescente, então, ½ litro de leite grosso de coco e 1 copo de leite de vaca. Tempere com sal. Reserve mais leite de vaca para, se necessário, acrescentar, pois não deve ficar muito duro – deve ter consistência cremosa e firme. Verifique o sal.

Volte ao fogo médio, mexendo sempre e quando começar a soltar das bordas da panela, retire e coloque em pequenas fôrmas untadas, reservando aquecido.

Refogue 1 cebola grande ralada em 2 colheres (sopa) de azeite e 1 colher (sopa) de manteiga. Quando estiver transparente, acrescente 3 tomates (sem pele e sem semente, em cubos) e refogue até desmanchar. Agregue os camarões e refogue por mais 4 minutos. Deite 400 ml de leite bem forte de coco, baixe o fogo, tempere com sal e deixe apurar até ficar um caldo grosso.

Por fim, agregue 4 pimentas de cheiro (doces, sem ardume e verdes) em anéis finíssimos, mexa e desligue. Se gostar de pimenta picante, dê preferência às amarelas (cumari do Pará, Habanero amarela, Scoth Bonett, Pingo de ouro), mas faça o teste do ardume para não exagerar e estragar a receita.

Desinforme o arroz de coco no centro de um prato, arrume os camarões por cima, finalize com coentro miudamente picado e castanha de caju granulada. Sirva bem quente.

P.S.: se não gosta de coentro, não o substitua por salsinha..... simplesmente não use.
--------------------------------------------------------------------------------
Adriana Lucena é especialista em políticas agrícolas, produtora de pimentas, Chef de cozinha e líder do Convivium Slow Food Potiguar.
*Fonte: http://www.slowfoodbrasil.com/content/view/206/86/

Fraldinha na Cachaça com Purê de Batata do Edu Guedes!


Carne:
1 pedaço de fraldinha
5 tomates assados
1 pimentão assado
2 dentes de alho assado
2 cebolas assadas
1 colher de sobremesa de coloral
1 folha de louro
1 xícara de cachaça
2 colheres de sopa de óleo

Purê:
2 xícaras de batata espremida
1 ½ xícara de queijo minas padrão
½ xícara de queijo gruyere
1 xícara de creme de leite

Modo de Preparo

Carne:
Numa panela de pressão, colocar o óleo e dourar a carne
Colocar o coloral e os legumes
Adicionar a cachaça e flambar
Acrescentar água quente até quase cobrir e cozinhar até ficar macia.
Tirar a carne e bater o molho no liquidificador.

Purê de batata puxa puxa:
Misturar a batata e o creme até ficar homogêneo.
Acrescentar os queijos e mexer bem até ficar bem puxa puxa
Servir quente, pois, quando estiver esfriando, irá endurecer.
*Fonte: http://www.almanaqueculinario.com.br/receita/carnes/fraldinha-na-cachaca-com-pure-de-batata-do-edu-guedes-16357.html

Mané Pelado!


Ingredientes

1 prato (fundo) de mandioca crua e ralada
1 pires (chá) de queijo ralado meia cura
1 pires (chá) de coco ralado
2 1/2 copos de açúcar
2 gemas
1 xícara de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de manteiga

Modo de Preparo
Misture tudo e leve ao forno a assar em assadeira retangular untada com manteiga. Se quizer, faça uma calda rala com 1/4 xícara (chá) de água e 1/2 xícara (chá) de açúcar e despeje no bolo quente, depois de assado.
Sirva cortado em quadradinhos.
*Fonte: http://www.bonitoweb.com.br/estanciamimosa/BONITO-ECOTURISMO-RECEITAS-110-BOLO+DE+MANDIOCA+(MANE+PELADO).htm